domingo, setembro 25, 2016

quarta-feira, julho 20, 2016

numbers and figures



When numbers and figures no longer
Are keys to everything created,
When those who sing or kiss
Know more than the learned scholars,
When the world returns to a free life
And the whole world rewinds,
Then once more light and shadow will couple 
To produce genuine clarity,
And people will recognize that the true histories of the world
Lie in fairy tales and poems,
Then at a single secret word
This whole wrongheaded existence will fly away.



Novalis, 1801

segunda-feira, junho 20, 2016

gosto

encontrado num papel, dentro de um livro:


gosto de cerejas, de sol no inverno e da brisa no verão. gosto dos contrastes.
gosto do cheiro dos castanheiros, gosto das ruas das cidades.
gosto que me mexam no cabelo, gosto que me agarrem pela cintura, gosto que me abracem apertado, abraços inteiros e interiores.
gosto de massagens nos pés e de festas nas mãos.
gosto de mãos.
gosto das costas dos homens e dos seios das mulheres.
gosto do suor dos corpos que se amam.
gosto da poesia, das folhas que caem e das primeiras flores.
gosto de mar e de montanhas, de milhafres e de cães.

domingo, junho 12, 2016

to be or not to be

(cruzamo-nos algumas vezes, nunca falamos além do olá, mas, como ontem se dizia, era uma pessoa presente. um choque. não consigo deixar de ver na minha cabeça, como num filme, a silhueta esguia, a ponte, a queda. ainda parece mentira.)

sábado, maio 14, 2016

the journey


Above the mountains
the geese turn into
the light again
Painting their
black silhouettes
on an open sky.
Sometimes everything
has to be
inscribed across
the heavens
so you can find
the one line
already written
inside you.
Sometimes it takes
a great sky
to find that
first, bright
and indescribable
wedge of freedom
in your own heart.
Sometimes with
the bones of the black
sticks left when the fire
has gone out
someone has written
something new
in the ashes of your life.
You are not leaving.
Even as the light fades quickly now,
you are arriving.
 David Whyte